Lista provisória de Highly Cited Researchers 2019____Portugal perde 5 cientistas

Informações recentes no universo dos bolseiros. Notícias da imprensa sobre ciência são também bem-vindas.
Responder
Torgal
cientista sempre presente
cientista sempre presente
Mensagens: 1199
Registado: quarta dez 09, 2015 8:17 am
University/ Institute: Minho

Lista provisória de Highly Cited Researchers 2019____Portugal perde 5 cientistas

Mensagem por Torgal » sexta set 13, 2019 4:54 pm

UMinho (A.Vicente, J. Teixeira. M. Cerqueira)
U.Lisboa (A. Philips, Biouca Dias)
Polit Porto (Tenreiro Machado)
Pol Bragança (Isabel Ferreira)
UEvora (Pedro Areias)
UAveiro (Delfim Torres)

Comparativamente ao número de eleitos no ano passado (email abaixo) Portugal sofre uma pesada penalização o que para alguns está perfeitamente em linha com o aumento do número de Excelentes na investigação e no ensino superior. O HCR Pedro Areias que aparece na lista provisória como ligado à UÉvora entretanto já se transferiu para a primeira divisão para equipa da ULisboa. A universidade Católica continua igual a si própria com zero representantes mas talvez para o próximo ano com muitas rezas consigam fazer o milagre da multiplicação dos HCRs. Importa contudo referir que como disse a um Colega da ULisboa, esta lista padece de uma limitação, pois a escolha dos 21 campos através dos quais são separados os diferentes HCRs não é perfeita e foi por isso que no ano passado a Web of Science criou um campo novo para a investigação multidisciplinar para tentar mitigar as criticas mas que não resolve totalmente problema pois como demonstrou recentemente o catedrático Ioannidis da Universidade de Stanford as citações são muito dependentes de cada área e quanto menos áreas existem maior a probabilidade de haver injustiças. Quando a Web of Science quiser fazer uma coisa realmente justa deverá utilizar as 54 áreas utilizadas pelo ranking Shanghai.





__________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 10 de Outubro de 2018 8:27
Assunto: Correcção sobre os Highly Cited Researchers 2018 e o funesto 2019 da UCoimbra

Vários Colegas da ULisboa, tendo o primeiro sido o Colega Mário Figueiredo pelas 7:58 da manhã (quantos profissionais daquela classe que factura por ano ao Estado quase 80 milhões em horas extraordinárias andam a enviar emails sobre o seu trabalho antes das 8:00 ?), alertaram-me para o facto do José Biouca-Dias pertencer ao IST. Este facto permite à Universidade de Lisboa ter também quatro HCRs, tantos quanto a Universidade do Minho. Lista corrigida abaixo:

Univ. Nova (Jorg Henseler)
Univ de Évora (Pedro Areias, Miguel Araújo)
Polit de Bragança (Letícia Estevinho, Lilian Barros e Isabel Ferreira)
Univ. Lisboa (Luis Pereira, José Biouca-Dias,A. Philips, Mário Figueredo)
Univ. Minho (José Teixeira, António Vicente, Miguel Cerqueira, Nuno Peres)

Assim sendo e também por uma questão de rigor convém reconhecer o mérito neste capítulo a quem realmente o tem, o Politécnico de Bragança, a instituição que têm o maior rácio HCRs/Docentes ETI neste país. Quem tem bons motivos para estar preocupado é o Reitor da Universidade de Coimbra que dizia que em 2019 a sua universidade conseguiria voltar a reentrar no Top 500 do ranking Shanghai. Porém como o mesmo é também baseado no número de HCRs é praticamente garantido que aquela Universidade irá no próximo ano ficar de fora novamente. Se em 2019 conseguir fazer o que fez a UNova talvez consiga em 2020 voltar a entrar no Top 500.

Responder