os investigadores que emigraram foram atraídos ou empurrados ?

Informações recentes no universo dos bolseiros. Notícias da imprensa sobre ciência são também bem-vindas.
Responder
Torgal
cientista sempre presente
cientista sempre presente
Mensagens: 1293
Registado: quarta dez 09, 2015 8:17 am
University/ Institute: Minho

os investigadores que emigraram foram atraídos ou empurrados ?

Mensagem por Torgal » sábado ago 31, 2019 2:24 pm

‘Pulled’ or ‘Pushed’? The Emigration of Portuguese Scientists
https://link.springer.com/chapter/10.10 ... -15134-8_7

Pelo menos aquele cientista muito conhecido mencionado no email abaixo esse foi pontapeado !


__________________________________________________________________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 21 de agosto de 2019 06:36
Assunto: A mediocridade instalada na academia

Relativamente ao email abaixo alguém achou boa ideia lembrar-me que a Universidade Aix-Marselha tem o dobro do orçamento da Universidade de Lisboa, esquecendo porém que não foi por conta da UCoimbra ter um orçamento superior ao da Universidade do Minho que isso a salvou de ser expulsa do Top 500 do ranking mencionado nos emails abaixo. Explicação mais interessante é recordar que a Universidade de Lisboa podia contar entre os seus docentes com o Highly Cited Researcher e último prémio Pessoa, o craque da ciência Miguel Bastos Araújo e só não conta porque quando ele concorreu a um lugar na carreira docente da Universidade de Lisboa levou por assim dizer um chuto, quem o disse preto no branco foi ele:

"Não há plano tecnológico, estratégias de Lisboa, e protocolos com o MIT que resistam a um burocracia cuidadosamente arquitetada para defender os interesses da mediocridade instalada"

viewtopic.php?f=8&t=8470&p=42067&hilit= ... sso#p42067
Quem ganhou com esse chuto foi a Espanha país para onde ele foi trabalhar. E o pior é que ele saiu do nosso país a custo zero ao contrário do mundo da bola onde os craques só podem sair de Portugal depois que haja quem pague muitos milhões por eles. É por isso pertinente recordar as palavras de então do Miguel Bastos Araújo para perceber a desgraça Portuguesa referida nos emails abaixo, nomeadamente naquele de 16 de Agosto que comentou o jogo académico onde a Espanha massacrou Portugal:



__________________________________________________________________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 17 de agosto de 2019 12:27
Assunto: O que é que fazem na Universidade Aix-Marselha que na Universidade de Lisboa não conseguem fazer ?

Se é fácil perceber porque é que a Universidade Católica de Lovaina aparece na posição 85 do ranking Shanghai enquanto que a Univ de Lisboa só aparece no grupo 151-200, bastando para isso ir aqui https://www.reuters.com/article/rpbtop1 ... SKCN1S60PA já é mais difícil perceber a razão porque a Universidade Aix-Marselha aparece melhor classificada do que a univ de Lisboa.

Para um país que foi há poucos anos campeão europeu do jogo da bola e várias vezes campeão europeu de clubes contra países e clubes muito mais ricos é difícil engolir este inconseguimento crónico da ciência Portuguesa. A razão essa é abundantemente evidente, no jogo da bola os treinadores não escolhem aqueles que vão integrar o Top 11 entre filhos, primos, afilhados ou amigos do avental ao contrário daquilo que é a prática universitária. Aliás o caderno principal do Expresso contém hoje um artigo onde um investigador da Universidade de Coimbra escreve artigo do qual reproduzo brevíssimo extracto "onde todos os orgãos de direcção se vão alternando entre os mesmos, até que os passem aos seus filhos " que dá indícios claros sobre o facto de Portugal apresentar um desempenho cada vez pior no ranking Shanghai, o tal onde já só sobram quatro universidades no Top 500 (Lisboa, Porto, Minho e Nova) sendo que perspectivo que a UNova será a próxima a saltar fora porquanto só possui um HCR contra 4 da Universidade do Minho. Aliás é desde logo bastante peculiar que o HCR da Universidade Nova não mencione essa afiliação no seu perfil aqui https://publons.com/researcher/477098/jorg-henseler/ mesmo na página pessoal do mesmo aqui http://www.henseler.com/ se diz que a sua afiliação principal é a universidade de Twente, sendo "Visiting Professor" na UNova, pelo que seria de esperar que no site dos HCRs a sua ligação á UNova fosse apenas como afiliação secundária e a UTwente aparecesse como afiliação principal. Um mistério !

Ainda sobre os recentes resultados do ranking Shanghai (seja de universidades ou por áreas) é ainda importante frisar que o mesmo semanário Expresso, que tanto gosta de publicitar as estrelas da ciência, como esta artificial aqui viewtopic.php?f=8&t=8788&p=42517&hilit=colinho#p42517 preferiu desta vez, como dizia o comentador Marcelo na TVI, assobiar ao cochicho.





____________________________________________________________________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 17 de agosto de 2019 07:06
Assunto: Mais uma vergonha____Portugal volta a cair no ranking Shanghai

https://www.publico.pt/2019/08/15/socie ... co-1883355

Depois de no ano passado a Universidade de Coimbra ter caido das primeiras 500 posições este ano a fava saiu à Universidade de Aveiro.

O jornalista do Público escreve que a Universidade de Aveiro "deu um trambolhão de 200 lugares" ! E comportando-se efectivamente como um jornalista relembra um facto bastante incómodo, que no ano passado o então Reitor da Universidade de Coimbra dizia que este ano aquela universidade voltaria a entrar no Top 500, o que não sucedeu, o que mostra que os planos do Sr. Reitor eram apenas promessas vazias de significado, leia-se conversa fiada própria de um politico e inaceitável num académico ainda para mais Reitor. O jornalista que desta vez fez um bom trabalho esqueceu-se apenas de dizer que o resultado da Universidade de Aveiro se explica pelo facto de não ter nenhum Highly Cited Researcher https://hcr.clarivate.com/#freeText%3Dportugal

Bizarro é registar que ao mesmo tempo que Portugal vai caindo num ranking internacional de elevado prestigio científico o número de unidades de investigação classificadas com Excelente tem vindo a aumentar (vide artigo do catedrático jubilado Ferreira Gomes em 9-07-2019 no blog "MaisSuperior"). A continuarmos por este caminho no dia em que Portugal já não tiver nenhuma universidade no Top 500 do ranking Shanghai será o dia em que teremos 100% de unidades classificadas com Excelente. Note-se que o Top 500 nem sequer é a liga dos campeões da ciência (Top 100) ou a liga das universidades científicamente excepcionais (Top 50) onde nunca nenhuma universidade Portuguesa algum dia entrará. http://www.shanghairanking.com/Academic ... lease.html



_________________________________________________________________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 16 de agosto de 2019 07:42
Assunto: Portugal versus Espanha__O massacre no ranking Shanghai 2019 por áreas

Na sequência do email abaixo e após análise de mais de 5000 registos correspondentes a mais de 50 áreas no Top 100 do ranking Shanghai, seguem os resultados em anexo e também no link https://www.docdroid.net/xCB3XJ4/top-10 ... i-2019.pdf

Em mais de 50 áreas Portugal consegue apenas três vitórias contra a Espanha (Engenharia civil, Engenharia biomédica e Finanças) contra 25 derrotas, sendo 10 derrotas do tipo expressivo. Se Portugal se porta assim contra a Espanha pode imaginar-se o que seria se a comparação fosse feita relativamente à Suécia ou à Suiça !

Já agora compare-se a tabela acima com esta outra aqui https://www.docdroid.net/VVXlrXW/2019-u ... lentes.pdf

Como é que se explicam as abismais diferenças entre as duas ? Também ao facto da segunda ter sido baseada num número muito exíguo de publicações ditas "representativas" que na maior parte dos casos os avaliadores não leram (em certos casos porque não o conseguiriam mesmo que quisessem por falta da necessária expertise no tema) preferindo antes pronunciar-se, de forma não regulamentar, sobre o tipo de revistas nas quais as mesmas foram publicadas ?



____________________________________________________________________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 15 de agosto de 2019 15:00
Para: F. Pacheco Torgal
Assunto: Engenharia Civil____ULisboa, UMinho e UCoimbra no Top 100 do ranking Shanghai 2019

http://www.shanghairanking.com/shanghai ... ering.html

1º - ULisboa......48
2º - UMinho......51-75
3º - UCoimbra...76-100

4º - UPorto.......101-150
5º - UNova........151-200
6º - UAveiro......201-300

P.S1- Note-se que a UAveiro, a universidade Portuguesa na sexta posição nacional, a pior (não contabilizando aquelas que não conseguem integrar o mesmo) aparece no mesmo grupo das duas Universidades Brasileiras melhor classificadas (UFRJ e US.Paulo)
P.S2 - o ranking Shanghai, convém recordar, é o único ranking que documentação da Comissão Europeia associa à excelência científica, vide por exemplo a secção 1.2.6 na pág 20 de documento tornado público em Abril de 2019
http://www.europarl.europa.eu/RegData/e ... 062_EN.pdf

Responder