Novo Banco quer mais 541 milhões

Informações recentes no universo dos bolseiros. Notícias da imprensa sobre ciência são também bem-vindas.
Responder
Torgal
cientista sempre presente
cientista sempre presente
Mensagens: 1259
Registado: quarta dez 09, 2015 8:17 am
University/ Institute: Minho

Novo Banco quer mais 541 milhões

Mensagem por Torgal » sábado ago 03, 2019 6:10 am

https://www.publico.pt/2019/08/02/econo ... ao-1882208

O Novo Banco como todos sabemos é aquele banco cuja conta já vai em 6000 milhões https://www.jornaldenegocios.pt/empresa ... balhadores
que anda a resolver a merda criada por aquele senhor que informa a imprensa está a passar férias na sua casa na Comporta.
https://www.direitapolitica.com/enquant ... privativa/

As perguntas que se impôem são por isso as seguintes:
1-Porque que é que aquele pobre coitado da Madeira conhecido por dizer umas asneiras amalucadas de forma regular já tem prisão efectiva decretada
https://www.publico.pt/2019/07/05/polit ... va-1878885
e o senhor responsável pela merda acida referida anda (e andará os próximos anos) a passar férias sossegadamente ?
2- Será que é porque o referido "passador de férias" é um cidadão de 1ª classe como aquele referido no email abaixo de 4 de Fevereiro ?
3-Ou será que a resposta se pode encontrar nas palavras do irmão do Primeiro-Ministro, vide email abaixo de 2 de Fevereiro ?






________________________________________________________________________
De: F.Pacheco Torgal
Enviado: 4 de fevereiro de 2019 07:19
Para: F. Pacheco Torgal
Assunto: Os cidadãos de 1ª classe da República

Já todos sabíamos que havia neste país cidadãos que gozavam de direitos especiais:
-Que podem pedir empréstimos sem prestar garantias !
-Que podem protelar condenações até à prescrição!
-Que tem direito a prisões especiais!
-Que continuam a manter condecorações mesmo após condenação por fraude fiscal de milhões de euros !
-E agora temos os cidadãos que se estão literalmente a c.... para as decisões dos tribunais.
https://www.publico.pt/2019/02/04/socie ... al-1860098 E é claro que o cidadão em causa podia ter dito isso, literalmente, e só não o fez porque tal seria apenas redundante, até porque o mesmo cidadão é mais conhecido por ser pródigo numa expressão muitissimo mais requintada https://www.youtube.com/watch?v=eFuLuQ2F5SI

De quem é a culpa ? Deles não é certamente é antes e acima de tudo daqueles visionários que há 44 anos inventaram esta coisa que dizem que é uma espécie de democracia.





_______________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 2 de Fevereiro de 2019 15:44
Assunto: Ricardo Costa____"Quer ver um banqueiro preso ?"

O Director Geral de Informação do Grupo Impresa e meio-irmão do Primeiro-Ministro resolveu finalmente ao fim deste anos todos virar a atenção para aquele que é um dos maiores problemas do nosso país, o mesmo problema que permite explicar a aberração de não haver em Portugal nenhum banqueiro a fazer companhia a violadores, assassinos e pedófilos, quando na Espanha ali ao lado 11 deles foram condenados a penas de cadeias efectivas.

Mas como Português pouco corajoso que é (excepto quando em tempos escreveu um certo artigo que despertou a ira de muitos) o mesmo Ricardo Costa escusou-se a nomear os responsáveis do código penal que temos, essa verdadeira bosta jurídica que trata os nossos banqueiros e outros criminosos de colarinho branco quase como se fossem flores de estufa e a quem o chilindró poderia provocar gravíssimo dano psicológico. Será que só veremos banqueiros atrás das grades quando o Governo mandar construir uma cadeia especial com as devidas condições para albergar gente tão distinta ?





________________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 31 de Janeiro de 2019 7:27
Assunto: Status of Limitations

A imprensa relembrou ontem mais alguns pormenores escabrosos dos créditos ruinosos da Caixa o que parece significar que antigamente o acto de assaltar um banco era considerado ladroagem mas agora parece que ladroagem é o acto de o gerir. O que é certo e garantido é que estando tudo já prescrito a CPI à Caixa não servirá para praticamente nada daquilo que interessa que era punir quem fez o que não podia pois o máximo que se conseguirá será que o Banco de Portugal não permita que alguns dos referidos gestores voltem às lides bancárias. Fraco consolo esse depois de já terem aqueles enchido os bolsos e provocado os prejuízos que provocaram.

Importaria por isso saber qual é o regime de prescrições que existe noutros países como por exemplo nos Estados Unidos no respeitante a este caso particular para saber se temos um regime excessivamente favorável. E de facto como se constata em resultado de rápida pesquisa pelos termos "Status of Limitations" assim é de facto e mais interessante ainda é o caso do Reino Unido que é especialmente avaro, ver também o documento "Statutes of limitations and prosecuting corruption in EU countries"
http://www.transparency.ee/cm/files/sta ... _web_0.pdf
O que não deixa de ser bizarro pois o normal seria que os países falidos como o nosso é que deveriam ser menos permissivos para assim se tentarem libertar da corrupção crónica que os empobrece.

Podemos por isso agradecer aos nossos geniais penalistas que ensinam nas escolas de Direito deste país tamanha generosidade. Curiosamente ontem um jornal da nossa praça meteu-se ao caminho e foi ver porque temos por cá tanta corrupção e pelas bandas da Dinamarca tem por lá tão pouca. Segundo consta naquele país um acto corrupto é encarado como a mesma gravidade que um assassínio. Faço por isso votos que os nossos penalistas-mores, como aqueles referidos nos emails abaixo, tenham ontem comprado este jornal e assim ainda se possam arrepender daquilo que o seu experimentalismo pouco informado permitiu que fizessem a este país.

Responder