Quando a falta de memória é falta de vergonha

Informações recentes no universo dos bolseiros. Notícias da imprensa sobre ciência são também bem-vindas.
Responder
Torgal
cientista sempre presente
cientista sempre presente
Mensagens: 1266
Registado: quarta dez 09, 2015 8:17 am
University/ Institute: Minho

Quando a falta de memória é falta de vergonha

Mensagem por Torgal » sexta jun 07, 2019 6:55 pm

Há poucos minutos atrás o Director do jornal Público deixou-se de paninhos quentes e escreveu que a falta de memória do Dr. Victor Constâncio é falta de vergonha e que o mesmo só pode suscitar desprezo https://www.publico.pt/2019/06/07/opini ... gn=1875775

Há alguns tempos atrás, mais precisamente em 1 de Novembro de 2018, relembrei por email e também aqui viewtopic.php?f=8&t=8349
aquele famoso cobarde de nome J.Bruce Ismay que tratou de salvar a vida em evento onde pereceram 1500 pessoas. É verdade que em consequência dos avultados empréstimos ao Sr. Berardo não houve mortes porém será que a magna falta de vergonha a que a alude o Director do jornal Público não justifica a comparação ?



_______________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 25 de Maio de 2019 8:01
Assunto: "burla, gigantesca e que dura há décadas"

Felizmente que alguém já começou a redigir a história do advogado do Sr. Berardo

A peça da Sandra Felgueiras exibida ontem à noite pode ser vista aqui https://www.rtp.pt/play/p5338/sexta-as-9/



________________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 21 de Maio de 2019 12:59
Assunto: Ainda está por fazer a história dos advogados que nos últimos 45 anos ajudaram a lixar este país

Seria útil serviço à nação que alguém investigasse até que ponto alguns distintos advogados deste país contribuíram para que Portugal seja aquilo que é, um país miserável, tanto económica como moralmente. E nesse grupo não é a história da advogada de que se fala aqui https://observador.pt/2019/05/16/advoga ... -ferreira/ que importa contar ou da jovem advogada Ana Cristina Domingues, conhecida por "terror do SEF" pois alegadamente "Descompunha os funcionários de alto a baixo, comia-os vivos, ameaçava-os" https://www.publico.pt/2003/07/13/socie ... ef-1156962 ou a do advogado António Taveira de que recentemente se falou aqui https://observamesmodor.pt/2019/05/14/p ... corrupcao/ ou mesmo a do diligente empreendedor advogado do Benfica que alegadamente fazia o que fazia sem que ninguém soubesse, mas sim a de muitos outros, como a daqueles mencionados no email abaixo que andaram a fazer as tais leis com que nos cosemos ou a do advogado do Sr.Berardo que aconselhou aquele durante a vergonhosa audição na Assembleia da República e bem assim parece ter sido o principal artífice das manobras legais que consta permitem a impunidade do ainda Comendador.

Responder