Registar    Entrar    Fórum    Pesquisar    FAQ     RSS

Índice do Fórum » Geral » Novidades, Notícias e Avisos





Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 1 mensagem ] 
Autor Mensagem
 Assunto da Mensagem: Histeria hipócrita no jornal dos Angolanos
 Mensagem Enviado: Domingo Mar 10, 2019 3:57 pm 
Offline
cientista sempre presente
cientista sempre presente

Registado: Quarta Dez 09, 2015 8:17 am
Mensagens: 931
Universidade/ Instituto: Minho
Ontem o CEO do jornal dos Angolanos (o semanário Sol), Mário Ramires e o seu ex-diretor, o conhecido arqº Saraiva, aproveitaram as duas primeiras páginas daquele semanário para se mostrarem muito chocadíssimos em duas crónicas cujos títulos tinham um ponto comum, enquanto que o primeiro aludia a um "bufo moderno" (o Hacker Rui Pinto) já o segundo, sobre as denúncias do advogado do Sr.Trump, levava o sugestivo título "O delator".

Basicamente os dois escribas mostraram-se muito indignados acerca da possibilidade da justiça poder aproveitar informação privada para punir comportamentos criminosos. Algo que não é surpresa que possa assustar muitos daqueles Angolanos que fizeram fortuna sem terem ganho o euromilhões ou muito menos a trabalhar de sol a sol, como também já os tinha assustado e deixado com os cabelos em pé verem o Dr. Vara de algemas (email abaixo).

"Esqueceu-se" muito convenientemente a dupla (Ramires & Saraiva) que há países como a Alemanha que pagou alguns milhões por uma lista de nomes roubada de um banco Suiço e também que nos EUA já há vários milionários (59 que receberam mais de 300 milhões de dólares) por conta de denúncias de actos que podem configurar vigarices https://www.sec.gov/news/press-release/2018-209 pelo que se o tal hacker Rui Pinto soubesse algo que interessasse aos EUA se arriscava a ganhar gorda conta bancária.

O que é mais curioso é que se trata afinal do mesmo Saraiva que não há muito tempo achou óptima ideia escrever um livro a revelar conversas com políticos, sem que aos mesmos tivesse pedido autorização para as tornar públicas, tendo chegado ao extremo de violar a própria lei Portuguesa, quando revelou detalhes da vida intima de alguém, o que lhe valeu uma exemplar lição por parte do tribunal https://observador.pt/2017/03/06/tribun ... o-saraiva/

A terra dos patrões da dupla Ramires&Saraiva tem milhões de pessoas a viverem em pobreza extrema e nem sequer o Governo daquele país admite que consiga resolver o problema antes de 2030 http://jornaldeangola.sapo.ao/politica/ ... _2030_2030 isto ao mesmo tempo que muito da riqueza daquele país anda a ser gasta em bens de luxo em Lisboa e noutras capitais europeias, porém esta realidade altamente obscena não tira o sono à referida dupla do semanário Sol, o que pasme-se verdadeiramente não os deixa dormir são os delatores dos crimes de colarinho branco.



________________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 11 de Fevereiro de 2019 20:44
Assunto: A lição__""ser mais mafioso que os mafiosos"

O jornalista-mor e CEO do grupo que detém o semanário Sol, Mário Ramires, dedicou a sua crónica do passado sábado a um exercício lacrimoso na mesma linha daquele ensaiado pelo advogado Ricardo Sá Fernandes-RSF (email abaixo). O RSF no entanto pagam-lhe para isso já o jornalista-mor não se sabe porque o faz a não ser quiçá por ser possuidor de bondoso coração ou talvez seja pelo facto dos seus patrões Angolanos acharem que isso de algemas é coisa só para criminosos de baixa renda e lhe tenham dado conta da sua imensa indignação.

Escreveu o dito que foi absolutamente vergonhoso algemar o Sr.Dr.Armando Vara quando aquele teve de se deslocar a um tribunal de Lisboa para testemunhar a favor da filha. Esquece porém o referido jornalista que há muitos Portugueses neste país que não lhes importaria passear de algemas se pudessem receber um empréstimo de 231.000 euros a pagar a juro zero no prazo de 90 anos, como recebeu a filha do Sr.Dr.Vara, segundo relata a revista Sábado e muito mais seriam aqueles Portugueses que não se importariam de passear com as mesmas algemas e até mesmo cumprir pena no retiro espiritual de Évora em troca dos milhões que o Sr. Dr. Vara, qual diligente formiguinha, acumulou ao longo da sua fulgurante carreira. Curiosamente até hoje não vi o tal jornalista-mor de bondoso coração a dedicar uma das suas crónicas ao caso daquela bolseira mencionada no final do email abaixo, ou será que na escala de valores do jornalista Mário Ramires os crimes de injúria e difamação são muito mais censuráveis do que as façanhas que constam no currículo do Sr.Dr.Vara ?

P.S - Por uma estranha coincidência quando se tenta saber mais sobre o percurso do jornalista Mário Ramires usando o Google aquilo que aparece em primeiro lugar é uma noticia sobre outro jornalista (Henrique Monteiro do Expresso) a apelidá-lo nada mais nada menos do que traidor, desleal e canalha. Informa também o Google que o jornalista (e CEO) Mário Ramires que agora tanto chora pelo Sr. Dr. Vara, é o mesmo que diz que aprendeu a negociar com o irmão do conhecido banqueiro Angolano Álvaro Sobrinho o tal que conta o Expresso começou a trabalhar aos 28 anos e em duas décadas tornou-se multimilionário https://leitor.expresso.pt/semanario/se ... sobrinho-1
e ensina ele que o segredo de negociar é "ser mais mafioso que os mafiosos".
O Sr. Dr. Vara está por isso em excelente companhia.



_____________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 16 de Janeiro de 2019 12:36
Assunto: A justiça que interessa aos advogados

O Público de hoje reproduz uma quase lacrimosa pergunta do famoso advogado de proeminentes figuras da Nação, Ricardo Sá Fernandes "O que se ganha em mandar este homem para a cadeia?". O dito homem é o também advogado e filho do Ex-Presidente da REN, condenado por crime de tráfico de influências e cujo advogado tem esgotado todos os recursos possíveis e imaginários (porque o seu cliente os pode pagar) no sentido de evitar que Portugal possa dizer no ano da Graça de 2019 que em quatro décadas de democracia houve 2 Portugueses presos por tráfico de influencias. É pena porém que ele não seja capaz de intuir que a resposta à referida pergunta é muito simplesmente a de evitar que a justiça continue a pagar tributo à impunidade mas compreende-se que a mesma lhe surja seja por obrigação do oficio mas também por conta da forma com que a justiça tem por estranho e quase patológico hábito suspender penas como no recente caso daquele individuo que apanhado 7 (sete) vezes a conduzir sem carta por 7 vezes lhe foi permitido não dar entrada na cadeia e como resultado acabou agora por matar alguém num acidente. Curiosa e inexplicavelmente o mesmo advogado Ricardo Sá Fernandes perdeu uma boa oportunidade para fazer essa pergunta quando uma bolseira deu entrada na cadeia no final de 2017 para cumprir pena de três anos por crime de difamação.


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
 
Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 1 mensagem ] 

Índice do Fórum » Geral » Novidades, Notícias e Avisos


Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Bing [Bot] e 7 visitantes

 
 

 
Criar Tópicos: Proibído
Responder Tópicos: Proibído
Editar mensagens: Proibído
Apagar mensagens: Proibído
Enviar anexos: Proibído

Pesquisar por:
Ir para:  
Alojamento oferecido por David A.