Registar    Entrar    Fórum    Pesquisar    FAQ     RSS

Índice do Fórum » Geral » Novidades, Notícias e Avisos





Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 1 mensagem ] 
Autor Mensagem
 Assunto da Mensagem: Referendos internos nas universidades
 Mensagem Enviado: Quinta Nov 29, 2018 12:49 pm 
Offline
cientista sempre presente
cientista sempre presente

Registado: Quarta Dez 09, 2015 8:17 am
Mensagens: 541
Universidade/ Instituto: Minho
https://www.publico.pt/2018/11/29/mundo ... ia-1852815

Mais de metade das universidades espanholas estão a organizar referendos para saber se concordam com o modelo de estado existente naquele país. Trata-se de uma interessante iniciativa que atento o que foi escrito abaixo merecia ser replicada em Portugal, o mesmo país cuja Assembleia da República ganhou esta semana uma mínimo de vergonha ao aprovar ainda que parcialmente uma proposta do BE, que ainda assim teve a abstenção do PSD e o voto contra do CDS https://expresso.sapo.pt/economia/2018- ... Tributaria


_______________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 22 de Novembro de 2018 7:18
Assunto: A greve que faz falta, a dos deputados

Depois dos juízes, cujas queixas monetárias devo dizer não se entendem lá muito bem atentos os valores mencionados no email abaixo de 10 de Agosto com uma amplitude actualmente a variar entre 2.800-7.000 euros/mês a que se somam os privilégios referidos pelo Vital Moreira, comentados no email também abaixo de 2 de Outubro, resta saber quando é que os deputados (e mesmo os Ministros e os seus ajudantes) irão também marcar a sua greve.

Essa possibilidade porém e ao contrário do que se possa pensar seria óptima para o nosso país pois que um tal evento poderia servir para finalmente permitir refundar a República, deitando para o lixo a actual Constituição que por não permitir a criminalização do enriquecimento ilícito e estar afogada em direitos e garantias de alguns arguidos (pois existe uma justiça para ricos e outra para pobres como relembrou o jubilado juiz do Supremo Laborinho Lúcio há poucos meses) constitui o sonho molhado dos vigaristas deste país. Seria por isso idiota continuarmos os próximos 40 anos agarrados a algo que nos serviu mal e porcamente nos últimos 40.

Desde logo uma Constituição que permite a falência regular de um país quase como se fosse um hábito só pode ser uma Constituição muito ineficaz e logo inútil que importa descartar o mais depressa possível. Para que finalmente se possa redigir e aprovar de raiz uma Constituição para o Sec XXI que no mínimo garanta que

não são os chefes dos partidos a escolher os deputados elegíveis, que esteja assente num sistema jurídico que não deixe impune a alta criminalidade económica, que não permita que cada geração contraia dividas de elevado valor correspondentes a despesas meramente eleitoralistas para serem pagas pelas gerações futuras e que não favoreça determinados partidos políticos como foi denunciado por um catedrático de Direito comentado no email abaixo de 10 de Outubro. Aliás a maior prova do aborto constitucional original é dada pelo facto das 7 revisões já levadas a efeito terem alterado 735 disposições constitucionais da versão original.



_______________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 10 de Outubro de 2018 18:06
Assunto: Portugueses de primeira, segunda e terceira categoria

https://www.publico.pt/2018/10/10/socie ... ra-1846563

A classe profissional comentada no email abaixo, a mesma classe que têm vindo a auferir um rácio pensão/remuneração de 111% queixa-se hoje no Público (noticia no link acima), pela voz do seu representante (o mesmo que assinou o famoso acórdão suspendendo a pena dos dois senhores que abusaram de uma mulher numa discoteca no Porto e que tanta celeuma causou) do estatuto e da respectiva remuneração, deixando no ar ameaça que é indigna de titular de órgão de soberania. Imagine-se o que seria o Presidente da República com ameaças à Assembleia da República se não lhe aumentassem o vencimento e pior do que isso que o fizesse através de um jornal !

Felizmente que também no mesmo jornal Público hoje se dá conta na página 47 de importante iniciativa da SEDES http://sedes.pt/ sobre petição para que os Portugueses possam finalmente resgatar a República dos seus donos ilegítimos, pois que não é aceitável que tenham bastado 20.000 votos para eleger um deputado da coligação PSD-CDS ou do PS, quase 30.000 votos para eleger um deputado do Bloco mas tenham sido necessários 75.000 votos para eleger o deputado do PAN, quase como houvesse neste país votos de primeira, segunda e terceira qualidade correspondentes a Portugueses de primeira, segunda e terceira categoria !!!! https://www.publico.pt/2018/08/30/polit ... al-1842427

o que suscita desde logo a questão sobre se serão legitimas as leis emanadas de órgãos eleitos de forma fraudulenta, e muito menos é admissível que os cidadãos deste país não possam ter aquilo que até os Gregos já têm há muito tempo, a possibilidade de escolha dos deputados. Talvez que quando os Portugueses conseguirem finalmente isso possam também decidir qual o sistema de justiça que querem, que poder permitem a esses juízes, que tipo de juízes querem (se saídos dos bancos da faculdade ou se com uma experiência profissional mínima como sucede no Reino Unido e noutros países) e que remuneração devem aqueles merecer, aferida obviamente através de uma comparação internacional relativamente aos salários de juízes em países com idênticas condições socioeconómicas.


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
 
Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 1 mensagem ] 

Índice do Fórum » Geral » Novidades, Notícias e Avisos


Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 4 visitantes

 
 

 
Criar Tópicos: Proibído
Responder Tópicos: Proibído
Editar mensagens: Proibído
Apagar mensagens: Proibído
Enviar anexos: Proibído

Pesquisar por:
Ir para:  
Alojamento oferecido por David A.