Universidade de Duke___Delação generosamente premiada

Informações recentes no universo dos bolseiros. Notícias da imprensa sobre ciência são também bem-vindas.
Responder
Torgal
cientista sempre presente
cientista sempre presente
Mensagens: 1135
Registado: quarta dez 09, 2015 8:17 am
University/ Institute: Minho

Universidade de Duke___Delação generosamente premiada

Mensagem por Torgal » terça nov 27, 2018 7:46 am

https://www.sciencemag.org/news/2018/11 ... n-millions

No link acima a prestigiada revista Science deu este mês conta dos últimos desenvolvimentos do caso daquela universidade que está metida em trabalhos por conta de ter ganho quase 200 milhões de dólares em projectos com base em candidaturas onde havia dados falsificados. É evidente que o caso só se descobriu por conta do poderoso incentivo que é a lei federal que permite ao denunciador poder vir a receber um valor que pode chegar a 30% do valor da fraude.

Interessante também sobre a referida lei é o facto da SEC já ter pago mais de 300 milhões de dólares a denunciadores o que significa um montante de fraude superior a mais de mil milhões dólares
https://www.zuckermanlaw.com/sp_faq/lar ... er-awards/
https://www.sec.gov/whistleblower/repor ... t-2016.pdf
Se na Europa houvesse legislação similar talvez tivesse sido possível detectar em tempo a fraude referida no email abaixo muito antes daquela chegar a 55.000 milhões de euros.


________________________________________________________________________
De: F. Pacheco Torgal
Enviado: 24 de Novembro de 2018 12:42
Assunto: fraude de 55.000 milhões de euros

O catedrático Francisco Louçã comentou hoje no Expresso a tal fraude já mencionada por email abaixo de 15 de Novembro. A parte interessante é quando menciona um dos responsáveis que afirma que a culpa é do fisco que foi incompetente a detectar a marosca. Por cá também houve quem numa completa inversão de valores tivesse culpado muito mais o Banco de Portugal pelo que aconteceu no BPN e menos os responsáveis da referida instituição bancária. Assim sendo mais não resta que concluir que na banca tudo farão para maximizar os lucros inclusive violar a lei de forma grosseira. Isso porém só pode surpreender os incautos e nunca a academia pois que a literatura científica da especialidade revela (email abaixo de 24 de Agosto) que aqueles que ascendem ao topo das corporações são por regra os piores de todos sendo absolutamente lógico esperar que os piores apresentem o pior comportamento ético. E é por isso que devia haver uma justiça especial para lidar com esta gente pois que o potencial de dano passível de ser causado por um burlão pilha-galinhas é muito diferente da destruição de que é capaz gente que num ápice faz desaparecer 55.000 milhões de euros e é por isso que códigos penais pensados para lidar com pilha-galinhas e outros burlões de fraco gabarito são absolutamente desadequados para tratar desta gente e destas práticas. E é também por isso que a última revisão do código penal que descriminalizou burlas e fraudes foi um presente de Natal e um incentivo a este tipo de práticas

Responder