Registar    Entrar    Fórum    Pesquisar    FAQ     RSS

Índice do Fórum » Geral » Novidades, Notícias e Avisos





Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 1 mensagem ] 
Autor Mensagem
 Assunto da Mensagem: Entrevista do Reitor da UNova
 Mensagem Enviado: Sábado Set 16, 2017 1:18 pm 
Offline
investigador em formação
investigador em formação

Registado: Quarta Dez 09, 2015 8:17 am
Mensagens: 73
Universidade/ Instituto: Minho
A página central do caderno principal do Expresso contém hoje interessante entrevista feita ao Reitor da Universidade Nova. Nela merece destaque a frase que abaixo se reproduz:
"Uma das situações mais estranhas da Função Pública é que uma pessoa que não faz praticamente nada ganha o mesmo que outra que trabalha exaustivamente se estiver na mesma categoria. Isso não é justo"

Concordando em absoluto com o comentário sobre a anomalia referida pelo Sr. Reitor não posso no entanto deixo de acrescentar que há outras anomalias na função pública como por exemplo aquela que abaixo foi comentada no Jornal de Noticias e respeitando à unidade orgânica que coincidentemente ou não foi durante oito anos dirigida pelo Sr. Reitor da UNova:

Na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) da Universidade Nova de Lisboa (UNL), não há contratos sem remuneração assinados, mas os centros de investigação são incentivados a participar no ensino. Os investigadores que aceitam dar aulas ao abrigo desta colaboração podem ser bolseiros de doutoramento, pós-doutoramento ou estar afetos a centros. Não são remunerados pelas aulas. Este ano, 39 unidades curriculares da FCSH, de licenciaturas a programas doutorais, são asseguradas por "voluntários". A faculdade garante que as unidades curriculares são aprovadas "sempre a pedido dos investigadores". "Os centros oferecem ou disponibilizam os investigadores. A faculdade não se responsabiliza por eles, nem pela sua remuneração, mas as unidades são aprovadas pelo conselho científico como parte dos currículos dos cursos", explica José Neves. Essas unidades são, aliás, entregues a docentes de carreira, que lhes "dão o nome" sem dar as aulas. Ou seja, frisa o professor de História, os investigadores que aceitam dar essas aulas nem sequer podem pôr essa experiência no currículo. Tanto José Neves como António Pinhão Ferreira acreditam que a expectativa de quem se sujeita a trabalhar de graça é um dia ingressar na carreira. "É um mecanismo de ilusão que cria um ciclo vicioso: a faculdade não precisa de criar lugares de quadro quando tem pessoas que asseguram essas aulas/funções de graça", defende José Neves, que diz contestar há cinco anos a situação. "É uma plataforma giratória de trabalho não remunerado. Dão uma ou duas unidades durante um ou dois anos, depois vêm outros. http://www.jn.pt/nacional/interior/docentes-contratados-sem-salario-5574512.html

Que a culpa é em grande parte do crónico subfinanciamento por parte do Estado parece evidente, porém as universidades só se podem queixar dos seus inconseguimentos no que respeita a convencer o mesmo Estado relativamente a esse problema. E se é evidente que a Academia sempre se mostrou renitente em utilizar a greve como forma de tentar resolver o referido subfinanciamento talvez seja chegada a hora de seguir a estratégia negocial adoptada pelos senhores juízes pois que o poder politico neste país só parece respeitar quem consegue fazer prova de relevante capacidade reinvindicativa. Infelizmente a da Academia foi e continua a ser muito reduzida a tal ponto que o próprio MCTES no passado mês de Abril disse publicamente que os investigadores não eram suficientemente interventivos a defenderem os seus direitos, assim os rotulando como inertes ou amorfos. Imagine-se a guerra que seria se o Ministro da Educação ou o Ministro da saúde tivessem a ousadia de vir dizer que os professores ou os médicos não eram suficientemente interventivos a defenderem os seus direitos.


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
 
Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 1 mensagem ] 

Índice do Fórum » Geral » Novidades, Notícias e Avisos


Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante

 
 

 
Criar Tópicos: Proibído
Responder Tópicos: Proibído
Editar mensagens: Proibído
Apagar mensagens: Proibído
Enviar anexos: Proibído

Pesquisar por:
Ir para:  
Alojamento oferecido por David A.