Registar    Entrar    Fórum    Pesquisar    FAQ     RSS

Índice do Fórum » Geral » Perguntas / Apoio ao Bolseiro





Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 14 mensagens ] 
Autor Mensagem
 Assunto da Mensagem: Bolsa Doutoramento Mista - 50/50, 40/60, 30/70?
 Mensagem Enviado: Sexta Maio 06, 2005 12:36 pm 
Offline
Sócios
Sócios

Registado: Domingo Abr 25, 2004 7:58 pm
Mensagens: 47
Localização: ITQB-UNL & BBK College - London
Olá a todos!

Tenho uma questão que espero que algum de vós possa responder.
Para quem pretende concorrer a uma bolsa de doutoramento mista, quantos meses, no máximo, paga a FCT no estrangeiro? Deve haver uma qualquer regulamentação respeitante a este assunto, mas confesso que não encontrei em lado nenhum. Claro que é uma assunto a colocar à própria FCT, dirão vocês, mas pode ser que alguém saiba de antemão.

Muito obrigada,
Ana


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
 Assunto da Mensagem:
 Mensagem Enviado: Sexta Maio 06, 2005 1:18 pm 
Offline
cientista assíduo
cientista assíduo

Registado: Sábado Abr 24, 2004 2:38 pm
Mensagens: 349
Não há limite de meses. Quer dizer, porque a bolsa é mista convém que por ano se passe no minimo um mês em Portugal (conheço um caso assim). Mas não se tem de definir à prióri o número de meses que se vai passar no estrangeiro.

Acho mesmo que desde que seja uma Universidade portuguesa a conferir o grau e que haja um orientador dessa universidade, não há controlo do tempo que se passa no estrangeiro. Esse tempo tem é de ser justificado à FCT. Quer dizer, tem de haver prova em como se esteve fora durante esse tempo.

Mas talvez outra pessoa que esteja numa situação de bolsa mista possa explicar melhor.

Já agora é ainda possível a meio de uma bolsa em PT mudar para uma bolsa mista, depois da devida aprovação pela FCT.

E quem tem bolsa em PT pode ir até 3 meses durante a bolsa para o estrangeiro com a respectiva actualização do montate desta.

Alexandra

_________________
Alexandra Rosa
Ex-cientista


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
 Assunto da Mensagem:
 Mensagem Enviado: Sexta Maio 06, 2005 2:17 pm 
Offline
Sócios
Sócios

Registado: Domingo Abr 25, 2004 7:58 pm
Mensagens: 47
Localização: ITQB-UNL & BBK College - London
Olá ALexandra!

Obrigada pela resposta.

Coloquei aquela questão porque ao preencher o formulário de candidatura eles perguntam as datas que se pretende ir para fora a que chamam "períodos de permanência no estrangeiro". Pedem datas e o número de meses. Acho um bocadinho precoce, numa candidatura como estas, conseguir prever as datas e o número de meses que se estará fora, para quatro anos... quer dizer... deram apenas um mês para entregar as papeladas todas e ainda por cima querem pormenores destes que nem os Deuses sabem ou podem ajudar. Enfim...

Relativamente às outras questões que falas, por acaso tinha conhecimento. Tanto de poder passar uma bolsa normal para uma bolsa mista, a certa altura do campeonato (não sei se será muito simples ou fácil, mas é possivel), como dos 3 meses lá fora, no total dos 4 anos, para uma bolsa em PT.

Estou mesmo a ver que este ano as coisas vão ser... digamos, interessantes.

Muito obrigada.
Ana


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
 Assunto da Mensagem:
 Mensagem Enviado: Sexta Maio 06, 2005 2:39 pm 
Offline
Sócios
Sócios
Avatar do utilizador

Registado: Sábado Abr 24, 2004 3:22 pm
Mensagens: 1073
Localização: Melbourne, Australia
Universidade/ Instituto: Australian Synchrotron
alexandra rosa Escreveu:
Não há limite de meses. Quer dizer, porque a bolsa é mista convém que por ano se passe no minimo um mês em Portugal (conheço um caso assim). Mas não se tem de definir à prióri o número de meses que se vai passar no estrangeiro.


Nao tenho a certeza disso. Eu tinha ficado com a ideia que o maximo era metade do tempo (2 anos de quatro) no estrangeiro. Mas ja nao consigo ter a certeza se li isso em algum lado ou é da minha cabeca. Quanto ao definir a priori é mesmo necessario faze-lo no formulario de candidatura. Agora é uma previsao teorica, depois durante o doutoramento pode-se facilmente mudar as datas (enviando um fax ou uma carta pelo correio no mes anterior) sem qualquer problema. Nessa mudanca pode-se tambem mudar o numero de meses que se vai estar fora em relacao ao previsto na candidatura.
Muitas pessoas fazem simplesmente a ligacao entre a parte do plano de trabalhos em que se tem de fazer um organigrama do que sei vai fazer para cada um dos anos de bolsa e poem N meses fora por ano. A ideia é depois durante o doutoramento afina-se.

Citar:
Acho mesmo que desde que seja uma Universidade portuguesa a conferir o grau e que haja um orientador dessa universidade, não há controlo do tempo que se passa no estrangeiro. Esse tempo tem é de ser justificado à FCT. Quer dizer, tem de haver prova em como se esteve fora durante esse tempo.


Existe apenas o controlo da FCT que como paga diferente quando estamos fora é do nosso interesse que ela esteja informada. Quanto a justificacoes á FCT ainda nunca tive de mostrar qualquer uma, eles tem aceite os meus faxes ou cartas como garantido. So uma vez me pediram que confirmasse umas datas de estadia no estrangeiro porque no meu relatorio anual (sim, afinal alguem le^) tinha estado num curso em parte dessas datas (tambem esse no estrangeiro). Eu respondi a dizer que tinha sido tudo como anteriormente afirmara e ficaram contentes com a resposta.

Se alguem mais tiver dados sobre este assunto nao se iniba de os colocar aqui.. :)

David

_________________
Wolf Credo: "Respect the elders, Teach the young, Cooperate with the pack, Play when you can, Hunt when you must, Rest in between, Share your affections, Voice your feelings, Leave your mark."
---
Visita o Guia do Bolseiro


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
 Assunto da Mensagem: bolsa mista
 Mensagem Enviado: Sexta Maio 06, 2005 3:59 pm 
Offline
cientista regular
cientista regular

Registado: Quinta Set 02, 2004 1:51 pm
Mensagens: 137
Localização: EUA
Universidade/ Instituto: Faculdade de Letras de Lisboa/Yale University
Olá!


Eu tenho uma bolsa mista, em que o grau é atribuído pela Faculdade de Letras de Lisboa, mas onde também consta Yale como entidade de acolhimento a par de Lisboa.
Estou no meu primeiro ano de bolsa, e foi-me pedido que neste primeiro ano passasse um mínimo de 6 meses fora do país. Há a cláusula de teres sempre que passar 1 mês em Portugal. Falei com a FCT há poucos dias sobre a eventualidade de iniciar outro período aqui a partir de Setembro e já não houve nem questões de tempo (exceptuando o mês em Portugal), nem de grandes burocracias. Baste que os informe e que do meu relatório de fim de ano isso conste do plano de trabalho de forma devidamente acreditada pelos meus orientadores. A única surpresa que tive quando falei com eles foi que os subsídios de viagem e de instalação só eram atribuídos uma vez por bolsa, eu tinha quase a certeza que tinha lido por ano. No entanto, fiquei a saber que me reembolsam do valor do seguro de saúde que tive que comprar (é obrigatório nos EUA).
Ana, se te puder ser útil em mais alguma coisa, é só dizeres. No ano passado marquei os seis meses de estadia de acordo com o meu orientador aqui em Yale (até porque ele estava de sabática no Outono). Vim à experiência e acabei por me dar conta de que os recursos que existem aqui são aquilo que nem em sonhos conseguiríamos imaginar.
Se alguém souber como é que se faz com os valores das viagens acima dos €1000, por favor diga-me.

Ana


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
 Assunto da Mensagem:
 Mensagem Enviado: Sexta Maio 06, 2005 5:47 pm 
Offline
Sócios
Sócios

Registado: Domingo Abr 25, 2004 7:58 pm
Mensagens: 47
Localização: ITQB-UNL & BBK College - London
Obrigada David e Ana!

Já me esclareceram algumas coisas importantes. Pelo menos fico mais aliviada ao saber que basta fazer uma estimativa e que a poderei alterar, bastando para isso comunicar à FCT (na eventualidade de conseguir a bolsa, claro).

Quanto ao que falas dos recursos em Yale, Ana, sei do que te referes. Muitas vezes o facto de se pensar numa bolsa mista tem mesmo a ver com isso... poder ter um sitio onde nos refugiarmos, onde podemos desenvolver mais trabalho quando os variados e conhecidos problemas Portugueses nos começam a perturbar muito o trabalho. Daí eu achar dificil prever o tempo que eventualmente se estará fora. Podem ser 11 meses, como 1 ou 2... depende de muita coisa e tb da nossa disponibilidade pessoal para o fazer.

Mais uma vez obrigada pela vossa ajuda,
Ana


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
 Assunto da Mensagem:
 Mensagem Enviado: Sexta Maio 06, 2005 5:56 pm 
Offline
cientista regular
cientista regular

Registado: Quinta Set 02, 2004 1:51 pm
Mensagens: 137
Localização: EUA
Universidade/ Instituto: Faculdade de Letras de Lisboa/Yale University
é exactamente isso. quanto a mim, devo dizer que apesar de ter sido um inverno muito complicado por causa do isolamento total em que estive, a realidade me obriga a equacionar mais um ano lectivo.
não sei que universidades estás a equacionar, mas se pensares em alguma coisa no EUA e se eu te puder ajudar avisa. já tive que atravessar o rubicão no silêncio, e aprendi a dar muito valor ao que os outros nos dizem. continuo a dizer que é uma pena que os bolseiros portugueses sejam tão fechados. por exemplo, sei que há mais portugueses aqui em Yale, não sei se bolseiros ou não, já pusémos diversas mensagens no fórum internacional e nunca obtivemos uma resposta. é uma pena que não haja uma clima de interajuda tão grande como o que vejo entre outras comunidades. (isto foi um desabafo).
qualquer coisa que precises, avisa-me. não te esqueças que a primeira estadia deve ser de 6 meses consecutivos no mínimo e que tens que ir um mês a Portugal por ano.
Bjs e boa sorte,

Ana


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
 Assunto da Mensagem:
 Mensagem Enviado: Sexta Maio 20, 2005 12:12 pm 
Offline
Sócios
Sócios

Registado: Domingo Abr 25, 2004 7:58 pm
Mensagens: 47
Localização: ITQB-UNL & BBK College - London
Ainda sobre este assunto...
Uma colega minha informou-se junto à FCT e, pelo que consta, há um período de 4 meses por ano que tem que ser passado em Portugal, para o caso das bolsas mistas. Se isto depois se pode alterar ou não, não faço a menor ideia, mas por um lado faz sentido... quer dizer, para fazer um doutoramento completamente no estrangeiro não é preciso concorrer a bolsa mista, pode-se concorrer directamente nesta modalidade.

Ana


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
 Assunto da Mensagem:
 Mensagem Enviado: Sábado Maio 21, 2005 10:09 am 
Offline
Sócios
Sócios
Avatar do utilizador

Registado: Sábado Abr 24, 2004 3:22 pm
Mensagens: 1073
Localização: Melbourne, Australia
Universidade/ Instituto: Australian Synchrotron
Ana TR Escreveu:
Ainda sobre este assunto...
Uma colega minha informou-se junto à FCT e, pelo que consta, há um período de 4 meses por ano que tem que ser passado em Portugal, para o caso das bolsas mistas. Se isto depois se pode alterar ou não, não faço a menor ideia, mas por um lado faz sentido... quer dizer, para fazer um doutoramento completamente no estrangeiro não é preciso concorrer a bolsa mista, pode-se concorrer directamente nesta modalidade.

Ana


Uns dias depois de colocares aqui a primeira mensagem tomei a liberdade de enviar um mail para <bolsas@fct.mces.pt> a perguntar isso mesmo. Recebi a resposta hoje (pelos vistos trabalham ao Sâbado) passadas que estao algumas semanas.

Citar:
Date: Sat, 21 May 2005 09:35:41 +0100
From: Bolsas <bolsas@fct.mces.pt>
To: aragao
Subject: Bolsas mistas

Informamos que as bolsas mistas nao tem limite de permanencia no estrangeiro
uma vez que estes periodos serao sempre justificados de acordo com o
programa de trabalhos.

Com os melhores cumprimentos,
Joana Francisco


e agora?

David

_________________
Wolf Credo: "Respect the elders, Teach the young, Cooperate with the pack, Play when you can, Hunt when you must, Rest in between, Share your affections, Voice your feelings, Leave your mark."
---
Visita o Guia do Bolseiro


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
 Assunto da Mensagem: que confusão!
 Mensagem Enviado: Sábado Maio 21, 2005 1:21 pm 
Offline
cientista regular
cientista regular

Registado: Quinta Set 02, 2004 1:51 pm
Mensagens: 137
Localização: EUA
Universidade/ Instituto: Faculdade de Letras de Lisboa/Yale University
David... quanto mais penso sobre o assunto, mais chegou à conclusão que é impossível alguém entender-se com a multiplicidade de respostas e suas variantes...

Ana


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
 Assunto da Mensagem:
 Mensagem Enviado: Segunda Maio 23, 2005 5:37 pm 
Offline
Sócios
Sócios

Registado: Domingo Abr 25, 2004 7:58 pm
Mensagens: 47
Localização: ITQB-UNL & BBK College - London
Bom, afinal parece-me que houve aqui um mal entendido. Questionei a pessoa que me passou a informação e ela afinal disse-me que tinha percebido mal, que o prazo mínimo de 4 meses é relativo a bolsas pos-doc.
Peço desculpas públicas por ter induzido em erro. :?
A FCT desta vez não tem culpa nenhuma!!
:)

Mea Culpa! Mea Culpa!


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
 Assunto da Mensagem: Re: Bolsa Doutoramento Mista - 50/50, 40/60, 30/70?
 Mensagem Enviado: Quinta Fev 19, 2009 4:01 pm 
Offline
cientista regular
cientista regular

Registado: Terça Nov 06, 2007 4:24 pm
Mensagens: 96
Localização: The Netherlands
Universidade/ Instituto: Universidade Utrecht
Olá,

Gostaria de perguntar a quem estiver/esteve a fazer doutoramento misto ou no estrangeiro e teve de obter um seguro de saúde no país, porque obrigatório, como se processou o reembolso da FCT.

Obrigada pela resposta,
Vera


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
 Assunto da Mensagem: Re: Bolsa Doutoramento Mista - 50/50, 40/60, 30/70?
 Mensagem Enviado: Sábado Nov 14, 2009 4:05 am 
Offline
recém-chegado
recém-chegado

Registado: Sexta Nov 13, 2009 7:54 pm
Mensagens: 11
Universidade/ Instituto: LIACC
Extrangeiros, sem permissão para residência em Portugal. são elegíveis ao programa BD mista?


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
 Assunto da Mensagem: Re: Bolsa Doutoramento Mista - 50/50, 40/60, 30/70?
 Mensagem Enviado: Quarta Jul 12, 2017 7:14 pm 
Offline
recém-chegado
recém-chegado

Registado: Quarta Jul 12, 2017 6:50 pm
Mensagens: 3
Universidade/ Instituto: Universidade do Minho
Olá, tenho uma dúvida para a qual entretanto não localizei respostas:

Tenho uma bolsa mista e já estou a fazer o meu período no estrangeiro, gostava de saber quais documentos devem integrar o dossier a ser enviado à FCT no meu retorno.

Restam-me ainda alguns meses e gostava de ter isso pronto a tempo da volta.

Obrigado,


Topo 
 Perfil  
Resposta com citações  
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
 
Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 14 mensagens ] 

Índice do Fórum » Geral » Perguntas / Apoio ao Bolseiro


Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Google [Bot] e 10 visitantes

 
 

 
Criar Tópicos: Proibído
Responder Tópicos: Proibído
Editar mensagens: Proibído
Apagar mensagens: Proibído
Enviar anexos: Proibído

Pesquisar por:
Ir para:  
Alojamento oferecido por David A.