Classificação de 5 na Entidade Hospedeira + Supervisor

Coloca perguntas a qualquer dos bolseiros que por aqui passem.
f_pedro_cavalho
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 17
Registado: segunda ago 28, 2006 2:49 pm
Localização: Industria de Software

Classificação de 5 na Entidade Hospedeira + Supervisor

Mensagem por f_pedro_cavalho » quarta ago 30, 2006 1:32 am

Caríssimos,

Alguém me pode dizer se tem conhecimento de alguém da área das Engenharias “duras”, física, informática, etc (especialidades com muita matemática/lógica) que tenha concorrido a uma BD em que a entidade hospedeira seja Portuguesa, pertença a uma instituição académica Portuguesa e que tenha tido sido avaliada(o) com a classificação de 5 (cinco) no item Entidade Hospedeira + Supervisor

Só precisava de conhecer uma dessas instituições e se possível a área do concurso.

Obrigado
Última edição por f_pedro_cavalho em quinta ago 31, 2006 8:25 am, editado 1 vez no total.

Cristiana
investigador em formação
investigador em formação
Mensagens: 71
Registado: terça jul 25, 2006 11:12 am

Mensagem por Cristiana » quarta ago 30, 2006 10:08 am

:? pois
Última edição por Cristiana em segunda mar 12, 2007 11:25 am, editado 1 vez no total.

rafc
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 12
Registado: sexta ago 18, 2006 3:05 pm
Localização: IPB

Mensagem por rafc » quarta ago 30, 2006 3:06 pm

Viva caros colegas,

Gostaria de saber se algum de vocês foi contemplado com 5 na rubrica condições de Acolhimento na aréa Cientifica de Economia/Gestão? Se sim qual a universidade.

Dá-se o caso que eu concorri a uma universidade classificada com 5 no Rein Unido e que não teve essa pontuação em Portugal?

Cumprimentos
MKTM

a.taRi
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 11
Registado: sexta jul 28, 2006 10:19 am
Localização: INESC Porto
Contacto:

Re:

Mensagem por a.taRi » quarta ago 30, 2006 3:46 pm

Olá

Pois eu "comentei/recorri" exactamente por causa disto. Efectivamente apesar da minha instituição ter 5 (INESC Porto), e isto é tabelado, só obtive 3.5 . Não sei se terá que ver com a nota do supervisor, mas tenho grandes dúvidas. Suspeito mais que o que aconteceu foi darem-me a nota da FEP, que apesar de não ser a de acolhimento vai ser aquela onde vou ter as aulas. O meu supervisor pertence a ambas das instituições, daí que eles se possam ter confundido.

Bjnh

a engenheira do amor
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 6
Registado: quarta ago 30, 2006 3:29 pm

Mensagem por a engenheira do amor » quarta ago 30, 2006 3:53 pm

Também tive 5 no Instituto de Biotecnologia e
Química Fina-Lisboa, Centro de Engenharia Biológica e Química do IST.

Bruno Martins
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 8
Registado: quarta ago 30, 2006 4:14 pm
Localização: IST

Mensagem por Bruno Martins » quarta ago 30, 2006 4:25 pm

4 colegas meus do Instituto de Sistemas e Robótica do IST (ISR-IST), precisamente da área científica de Electrotécnica e Informática, foram todos classificados com 5 nesse item. Eu, apesar, de concorrer na mesma instituição e com o mesmo orientador fui classificado com 4,880. Essas 120 milésimas de diferença correspondem a 24 milésimas na classificação global, que é precisamente a distância a que fiquei da "nota mínima". Se conseguir reverter essa classificação para a mesma dos meus colegas ficarei com o problema resolvido. Por enquanto, definho já na praia. :(

f_pedro_cavalho
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 17
Registado: segunda ago 28, 2006 2:49 pm
Localização: Industria de Software

Entidades hospedeiras ou de origem

Mensagem por f_pedro_cavalho » quarta ago 30, 2006 6:25 pm

Companheira(o)s,

Antes de mais o meu obrigado a todos.

Para o rafc
A razão porque iniciei este item é exactamente a mesma que a tua :(

Desculpem
Mas quando se referem às instituições, referem-se aquelas para onde concorreram para obterem o grau (PhD /Doutoramento), também conhecidas por entidades hospedeiras, ou são antes aquelas de origem (onde pertencem/pertenceram; licenciatura / mestrado / pós-graduação) ?

Desculpem a insistência, mas este ponto é fundamental.

Já agora convinha ter uma ideia precisa do panorama global para fundamentar bem as “observações” e posteriormente os recursos.

Infelizmente, dá-me ideia que houve arbitrariedades grosseiras na classificação das entidades hospedeiras/supervisores. :)

a engenheira do amor
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 6
Registado: quarta ago 30, 2006 3:29 pm

Mensagem por a engenheira do amor » quarta ago 30, 2006 10:16 pm

A entidade para onde concorri, portantos.

a.taRi
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 11
Registado: sexta jul 28, 2006 10:19 am
Localização: INESC Porto
Contacto:

Mensagem por a.taRi » quarta ago 30, 2006 10:36 pm

Eu estava com a ideia de que a classificação deste ponto dependia exclusivamente da avaliação do MCT às ditas entidades de acolhimento (valores conhecidos e tabelados).
Descobri depois que o supervisor afinal também é avaliado, mas nada nos diz como.

Cumprimentos

rafc
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 12
Registado: sexta ago 18, 2006 3:05 pm
Localização: IPB

Mensagem por rafc » quinta ago 31, 2006 7:30 am

Sim o que é avaliado nas condições de acolhimento é a Faculdade onde se realizarão os estudos de Doutoramento.

A faculdade da Realização da Licenciatura e Mestrado já foi avaliada nos méritos do candidato.
MKTM

f_pedro_cavalho
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 17
Registado: segunda ago 28, 2006 2:49 pm
Localização: Industria de Software

Mensagem por f_pedro_cavalho » quinta ago 31, 2006 8:22 am

Olá rafc,

Sim eu sei que é exactamente como dizes.

Eu só acrescentei ao item aquela mensagem explicativa porque me pareceu que haveria confusão entre as duas situações depois de ter lido a mensagem do Bruno Martins.

Desculpa Bruno, mas quando dizes
4 colegas meus do Instituto de Sistemas e Robótica do IST (ISR-IST), precisamente da área científica de Electrotécnica e Informática, foram todos classificados com 5 nesse item. Eu, apesar, de concorrer na mesma instituição e com o mesmo orientador
A instituição para onde concorreste para fazer o Doutoramento, juntamente com os teus colegas, foi então o Instituto de Sistemas e Robótica do IST (ISR-IST) que foi avaliado com 5 na nota de mérito da instituição + supervisor, tendo sido a tua só de 4.880?

É isso ?

Obrigado Bruno e a todos os outros que tão amavelmente deram a sua contribuição

a.taRi
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 11
Registado: sexta jul 28, 2006 10:19 am
Localização: INESC Porto
Contacto:

Mensagem por a.taRi » quinta ago 31, 2006 8:39 am

Olá de novo,
rafc Escreveu:Sim o que é avaliado nas condições de acolhimento é a Faculdade onde se realizarão os estudos de Doutoramento.
Desculpem a insistência, mas a entidade de acolhimento não é a instituição que se coloca em "Entidade de Acolhimento" quando preenchemos o formulário (a que acolhe o plano de trabalhos entregue, e onde se fará a tese)? Mesmo que tenhamos as aulas dos dois primeiros anos noutra instituição? É que no meu caso a primeira tem Excelente nas ditas avaliações e a segunda tem Muito Bom...

Obrigada

f_pedro_cavalho
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 17
Registado: segunda ago 28, 2006 2:49 pm
Localização: Industria de Software

Mensagem por f_pedro_cavalho » quinta ago 31, 2006 9:03 am

Olá a.taRi

Excelente pergunta!!!!

Pois ... a tua situação é mesmo complicada! :(

Eu já tinha ouvido falar na distinção entre entidade/instituição que confere o grau: PhD/Doutor, e aquela que coordena o plano de estudo/investigação e esta última é que é de facto a entidade hospedeira.
Mas no teu caso o plano de trabalhos, ele próprio, é que está repartido por duas entidades diferentes!

E agora ....!? :shock:

A minha visão pessoal, baseada no que acontece no Reino Unido, é que a parte lectiva do PhD só se destina a apoiar a trabalho de investigação, sendo este ultimo e só este o que constituiu o PhD/Doutoramento.

Nos Estados Unidos já não é bem assim :(
O objectivo da parte lectiva do PhD destina-se da mesma forma a apoiar o trabalho de investigação, mas é considerada parte integrante do Doutoramento.

.... e agora ? :roll:

Cumprimentos

Cristiana
investigador em formação
investigador em formação
Mensagens: 71
Registado: terça jul 25, 2006 11:12 am

Mensagem por Cristiana » quinta ago 31, 2006 10:08 am

Tb me referia à entidade para onde concorri! 8)

Marisa
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 4
Registado: terça ago 29, 2006 6:17 pm
Localização: UPorto

Classificação de 5 na Entidade Hospedeira + Supervisor

Mensagem por Marisa » quinta ago 31, 2006 12:51 pm

Caro Bruno,

Pelos vistos não és o único a observar essa situação estranha.

Eu concorri pela mesma faculdade, pelo mesmo instituto, com a mesma orientadora, dentro de um mesmo tema e, enquanto dois de nós tivemos 4.5 na avaliação do mérito das condições de acolhimento, outra colega teve 5. NBinguém percebe bem, mas pelos vistos fomos avaliados por diferentes elemntos do juri: é que o palavreado a mim e a esse meu colega foi exactamente o mesmo.

Já agora, mais uma pergunta: o que devemos fazer se concorremos com um tema, em cujo júri não há ninguém especializado e se depois na avaliação do nosso projecto fazem comentários típicos de quem não está por dentro do assunto?

Boa sorte a todos os que nao viram a bolsa concedida, mas pelo que a orientadora disse, a esta hora o dinheiro já foi todo distribuído e agora não adienatará de muito.

No entanto, penso que os que acharem de direito, devem reclamar, quanto mais nao seja para os obrigarem a ler!

Bruno Martins
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 8
Registado: quarta ago 30, 2006 4:14 pm
Localização: IST

Mensagem por Bruno Martins » quinta ago 31, 2006 2:14 pm

f_pedro_cavalho Escreveu:
Desculpa Bruno, mas quando dizes
[...]
A instituição para onde concorreste para fazer o Doutoramento, juntamente com os teus colegas, foi então o Instituto de Sistemas e Robótica do IST (ISR-IST) que foi avaliado com 5 na nota de mérito da instituição + supervisor, tendo sido a tua só de 4.880?

É isso ?
Precisamente.
Naturalmente, a inscrição enquanto aluno de doutoramento é feita na Universidade Técnica de Lisboa, mas a instituição de acolhimento é o ISR.
Marisa Escreveu: Caro Bruno,

Pelos vistos não és o único a observar essa situação estranha.

Eu concorri pela mesma faculdade, pelo mesmo instituto, com a mesma orientadora, dentro de um mesmo tema e, enquanto dois de nós tivemos 4.5 na avaliação do mérito das condições de acolhimento, outra colega teve 5. NBinguém percebe bem, mas pelos vistos fomos avaliados por diferentes elemntos do juri: é que o palavreado a mim e a esse meu colega foi exactamente o mesmo.

Já agora, mais uma pergunta: o que devemos fazer se concorremos com um tema, em cujo júri não há ninguém especializado e se depois na avaliação do nosso projecto fazem comentários típicos de quem não está por dentro do assunto?
A Observação nesse item da minha ficha de avaliação global diz apenas "A instituição de acolhimento é laboratório associado", sendo que outros dos meus tais colegas têm somente a mesma referência e têm os tais 5,000. A única justificação para a discrepância é o avaliador ter considerado que o orientador não era 100% adequado para o tema que te propões fazer. No meu caso, o meu orientador ficou surpreendido porque estava convencido que o meu tema era exactamente aquele em que ele tem mais currículo, portanto ele próprio não compreende porque é que eu tive classificação inferior relativamente à dos seus restantes alunos.
Parece-me pois provável que foram pessoas diferentes a avaliar e a comentar as nossas candidaturas, e a diferença na nota se deve a uma ligeira diferença de interpretação. Legítima, mas certamente subjectiva.

Quanto à tua segunda pergunta, também tenho um detalhe nos comentários que me leva a pensar (e ao meu orientador) que o avaliador não conhecia (muito bem) uma técnica que referi no plano. Penso que quando chegar a altura do recurso propriamente dito (o que se seguirá aos 10 dias para "comentários") haverá oportunidade para argumentar sobre isso...

f_pedro_cavalho
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 17
Registado: segunda ago 28, 2006 2:49 pm
Localização: Industria de Software

Mensagem por f_pedro_cavalho » quinta ago 31, 2006 2:51 pm

Olá Marisa,
mas pelo que a orientadora disse, a esta hora o dinheiro já foi todo distribuído e agora não adiantará de muito
É óbvio que a tua orientadora deverá estar muito melhor informada que eu. No entanto o que ela te disse é muito estranho!!!

Uma das coisas que de facto se criticam nos concursos da FCT é a percentagem enorme de recursos que são atendidos, por se terem detectado incorrecções, na maior parte dos casos por falta de informação do painel, quando foi feita a avaliação da candidatura.

Por outro lado eu acho que este ano a FCT, apesar de ter derrapado violentamente na questão dos prazos está a ser exemplar nesta questão de querer uma avaliação isenta e justa das candidaturas tendo aberto pela 1ª vez este período de “observações” para deixar os candidatos exporem de forma informal as suas dúvidas e questões quanto às avaliações.
Aproveitem a oportunidade.
Escrevinhem um pequeno email e exponham as vossas dúvidas tal como o estão a fazer aqui. Não custa nada, não vai prejudicar ninguém e até poderá ser muito benéfico para a vossa candidatura se se decidirem posteriormente pelo recurso.

Há avaliações grosseiras das candidaturas.

Eu abri este item no fórum porque:

Eu fui aceite na secção de astrofísica do Cavendish Laboratory na Universidade de Cambridge.

http://en.wikipedia.org/wiki/Cavendish_Laboratory

Como poderão notar os investigadores desta instituição já ganharam 28 prémios Nobel

O meu supervisor é Reader (lugar antes do prof. catedrático) o Co-supervisor é Professor (prof. catedrático) e o director da secção (não sei se o anterior se dois antes dele foi Nobel: Martin Ryle ).

A avaliação Instituição hospedeira/supervisor foi avaliada com 4.8 !!!!!!!!!!!
Abaixo de muitas instituições Portuguesas.
Eu acho muito bem que se apoiem as instituições nacionais de investigação, e de uma forma geral toda a área do conhecimento, mas quando toca a fazer avaliações tem que haver justiça.

Isto chega a parecer anedótico e até teria piada se fosse a brincar!!!

Ahhh ... e depois de ter passado pela avaliação interna deste laboratório que é das mais severas e rigorosas como poderão imaginar dado o Nº enorme de candidatos e ter sido aceite pelo laboratório, a minha bolsa foi RECUSADA.

Por isso enviem as vossas observações, façam os recursos.

Cumprimentos

Ps: Ignorância, falta de conhecimento eu consigo tolerar. Agora o que eu não entendo é como um painel de especialistas não ouviu falar de um laboratório que só deve ser o que tem a história mais brilhante no mundo na investigação cientifica desde a física até à medicina (não tenho a certeza mas acho que até um Nobel da literatura eles têm (Bertrand Russel)!!).
Última edição por f_pedro_cavalho em quinta ago 31, 2006 3:14 pm, editado 1 vez no total.

Marisa
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 4
Registado: terça ago 29, 2006 6:17 pm
Localização: UPorto

Mensagem por Marisa » quinta ago 31, 2006 2:57 pm

Caro Bruno,

Pois entendo o que dizes quanto a :"A única justificação para a discrepância é o avaliador ter considerado que o orientador não era 100% adequado para o tema que te propões fazer."

Contudo, este caso ressalta que, apesar do guião da FCT, a avaliação é subjectiva e não é justa para com todos os candidatos, já que sendo a mesma orientadora e o tema sendo para os 3 candidatos a "Sexualidade", deveríamos, quanto a esse ponto, estarmos todos perante as mesmas condições para a FCT.

É mais um ponto a termos em conta no nosso recurso.
Boa sorte.

f_pedro_cavalho
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 17
Registado: segunda ago 28, 2006 2:49 pm
Localização: Industria de Software

Mensagem por f_pedro_cavalho » quinta ago 31, 2006 3:05 pm

Olá Bruno,

Muito Obrigado pelo teu esclarecimento
Não vi o teu “post” porque estava a escrever o meu :(
Parece-me pois provável que foram pessoas diferentes a avaliar e a comentar as nossas candidaturas, e a diferença na nota se deve a uma ligeira diferença de interpretação. Legítima, mas certamente subjectiva
Eu acho que isso é anti-regulamentar!
A avaliação deveria ser feita pelo painel na sua totalidade dos seus membros. No entanto isso explicaria muito do que já aqui foi exposto.
Quanto à tua segunda pergunta, também tenho um detalhe nos comentários que me leva a pensar (e ao meu orientador) que o avaliador não conhecia (muito bem) uma técnica que referi no plano. Penso que quando chegar a altura do recurso propriamente dito (o que se seguirá aos 10 dias para "comentários") haverá oportunidade para argumentar sobre isso...
Isso não baixes os braços :)
Infelizmente Bruno, o mais cego é aquele que NÃO quer ver

Cumprimentos

Bruno Martins
recém-chegado
recém-chegado
Mensagens: 8
Registado: quarta ago 30, 2006 4:14 pm
Localização: IST

Mensagem por Bruno Martins » quinta ago 31, 2006 4:03 pm

Marisa Escreveu: Contudo, este caso ressalta que, apesar do guião da FCT, a avaliação é subjectiva e não é justa para com todos os candidatos, já que sendo a mesma orientadora e o tema sendo para os 3 candidatos a "Sexualidade", deveríamos, quanto a esse ponto, estarmos todos perante as mesmas condições para a FCT.
Talvez, mas o júri pode ter entendido que dentro desse tema mais geral, o subtema específico dum candidato fosse menos "forte" no CV do orientador. De qualquer forma, no teu caso, a diferença de 0,5 pontos parece-me demasiada entre 2 candidatos na mesma instituição, com o mesmo orientador e tema de dissertação... No meu caso a diferençã são apenas 0,12, o que num certo sentido ainda é mais bizarro. O problema é que esses 0,12 com factor de ponderação 2, correspondem exactamente aos 0,024 que me faltam para ficar do lado certo da linha de corte. :smt087
f_pedro_cavalho Escreveu:Eu acho que isso é anti-regulamentar!
A avaliação deveria ser feita pelo painel na sua totalidade dos seus membros. No entanto isso explicaria muito do que já aqui foi exposto.
Sim, mas é inevitável que todos os critérios tenham a sua quota de subjectividade. Mesmo no primeiro, se é evidente que um artigo na Nature é uma mais valia, uma comunicação oral na Universidade das Berlengas talvez já não seja, e entre ambos os extremos há-de haver uma zona algo difusa onde acaba por pertencer ao critério pessoal dos avaliadores se um determinado artigo numa determinada revista merecem ou não subir um pouco a nota.

De qualquer forma, a tua classificação de 4,8 nessa instituição é, de facto, curiosa...
Um colega meu está também num grupo importante da University College London, que publica regularmente na Nature, no IEEE, etc. Contudo, o tema dele era de difícil catalogação dentro das áreas científicas da FCT, podendo ir desde as Ciências Biológicas à Matemática, passando por Informática. Ele acabou por optar por Matemática, mas como o júri de Matemática possivelmente não conhece o grupo como instituição específica dessa área, ele acabou por ser classificado somente com 4,000 nesse item.

Em resumo, para já o que temos a fazer é escrever os tais comentários ao presidente da FCT, e eventualmente apresentar recurso, e pode ser que as nossas sortes se invertam.

Responder